Skatista e Missionário

Shau Hover encontrou seu propósito unindo o skate com o Evangelho

    Shaun Hover é um missionário skatista. 

    O nativo de Michigan, nunca pensou no que seria da vida. Não tinha nenhuma ambição de carreira, e nunca sequer pensou que seria bem sucedido, porque acreditava, segundo ele, "Eu não tinha nada para dar certo." 

    

    Andava com skatistas e levou seis meses para aprender a fazer um ollie uma das manobras mais fáceis feitas com o skate. Ele adorava estar em cima do shape, sair e filmar com seus amigos, mas nunca acreditou que seria um skatista profissional. 

    Para ele seria ótimo se tornar um profissional, mas ao seu ver não era possível. Hoje conta, olhando para trás, "Foi muita insegurança. E mentiras. E eu acreditava nelas." No entanto, do hobbie, surgiu o primeiro patrocínio. Ele havia se tornado um profissional. Skateboarding era mais do que um passatempo ou mesmo um trabalho: "Era minha identidade", diz ele. Quando fez 19 anos, encontrou sua outra identidade. Decidiu ler a Bíblia que seu irmão havia lhe dado dois anos antes.  

    "No momento, eu pensei que era o pior presente de aniversário que pude ganhar", diz Hover. "Mas quando puxei a Bíblia para fora da prateleira pensei:' Deus, eu não sei se você é real. Não sei se acredito. Não sei se estou falando com alguém agora. Mas ouvi dizer que esta é a sua Palavra. Ouvi dizer que és fiel para cumprir as promessas. Se este é Você, você vai falar comigo?'"


Dentro de casa, seus pais acreditavam em Deus e frequentavam a Igreja. Mas quando apresentado a Ele quando mais novo, decidiu que não se entregar. Então, o dom de seu irmão abriu os olhos para o Evangelho de Jesus. A Palavra e o Espírito se moldaram poderosamente em seu coração, assim, disse a Deus que queria entregar sua vida, queria confiar nEle com tudo. Hover nasceu de novo e recebeu uma nova identidade em Cristo! 



Hover e  seu Ministério (Foto: Arquivo Pessoal)

    "Assim que comecei a ler a Bíblia, Ele me deu uma fome por sua palavra que não acabava. Eu não poderia colocá-lo de lado", recorda. Pouco tempo depois, um amigo ligou para ele "Ei, você quer sair  e fumar maconha como fazemos?" 

"Estou lendo a Bíblia agora mesmo", respondeu Hover. 

    Ele sabia que Deus poderia pedir para ele não atuar mais no esporte, mas como tinha aceito Deus e tudo que Ele tinha para sua vida, acabou dizendo: "Eu estou dando-lhe a minha identidade. Se você quer que ande de skate ou não, tanto faz, faça Sua vontade." Claramente, ele percebeu que Deus queria que continuasse, então decidiu se dedicar mais. Ganhou campeonatos, recebeu um patrocínio com DC Shoes, e mudou-se para Los Angeles. 


    Ele amava Jesus e andava de skate. O que mais ele poderia fazer com sua vida? Casar e criar um Ministério! Ele começou a se conectar com a JOCUM — Jovens Com Uma Missão. No início, não tinha ideia de como poderia usar skate para Jesus. "Eu pensei que as pessoas diriam para mim: 'Comece a ensinar a andar de skate e discipular', mas isso soava tão chato!" Era incomum pensar em uma escola de skate que se transformasse em discipulado.

    "Skateboarding para mim era apenas como um Ministério lateral. Mas quanto mais eu passava o tempo no espaço que tínhamos para o skate, mais o Senhor estava crescendo meu coração para skaters. Então Deus falou de uma maneira louca: 'Não vês que te preparei para isto?'"

    

    Deus impressionou seu coração. "Não vês que o skate é um povo, é uma cultura? É uma comunidade que eu quero alcançar". Deus disse-lhe para multiplicar os espaços de skate com discipulado para "todo o planeta", diz ele. "Eu estava impressionado", ele recorda. E então as ideias começaram a surgir: "Precisamos treinar skatistas como missionários". "Deus estava me falando: O que você tem feito nos últimos dois anos com a JOCUM?" Seu ministério foi batizado com o nome “Calling All Skaters Discipleship Training Ministry"Skaters de diferentes partes do mundo se reúnem e passam seis meses vivendo juntos, lendo a Bíblia e realizando evangelismo em Los Angeles.  Foram a China, onde não há muitos esportistas, mas há muitos locais públicos para se andar de skate.